Seminário “História, Média e Educação: pesquisa-ação em Moçambique e Portugal” dia 20 de outubro

O próximo Seminário Permanente para a Investigação e Comunidade (SPIC) será dedicado ao projeto “Memórias, culturas e identidades: o passado e o presente das relações interculturais em Moçambique e Portugal” (Cultures Past & Present), e terá lugar no dia 20 de outubro, pelas 14h30, no auditório de Educação (Campus de Gualtar), na Universidade do Minho.

“História, Média e Educação: pesquisa-ação em Moçambique e Portugal” é o tema deste SPIC, que conta com a participação dos investigadores do projeto Armindo Armando, Augusto Alberto e Marlene Vanessa Jamal, doutorandos em Língua, Cultura e Sociedade da Universidade Zambeze, e Alice Balbé, do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho. A sessão será moderada por Rosa Cabecinhas, investigadora do CECS e cocoordenadora do projeto.

O Seminário Permanente para a Investigação e Comunidade tem como objetivo partilhar e debater com a comunidade o trabalho desenvolvido pelos investigadores do CECS, tornar públicos os resultados das diferentes plataformas do centro, assim como discutir e potenciar futuras redes de trabalho conjunto.

Este evento é uma atividade conjunta do Seminário Permanente para a Investigação e Comunidade e do Seminário Permanente de Comunicação e Diversidade.

Armindo Armando, doutorando em Língua, Cultura e Sociedade na Universidade Zambeze (FCSH), Docente na Universidade Alberto Chipande – Beira, Moçambique.

Augusto Alberto, doutorando em Língua, Cultura e Sociedade na Universidade Zambeze (FCSH), Docente da Universidade Licungo – Beira, Moçambique.

Marlene Vanessa Jamal, doutoranda em Língua, Cultura e Sociedade na Universidade Zambeze (FCSH), Docente da Universidade Licungo – Quelimane, Moçambique.

Alice Balbé – Doutora em Ciências da Comunicação na Universidade do Minho e investigadora no CECS no âmbito do projeto Cultures Past &Present.

Rosa Cabecinhas é Professora Associada do Departamento de Ciências da Comunicação do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, investigadora do Centro de Investigação em Comunicação e Sociedade e co-PI do projeto Cultures Past & Present.

Lançado Caderno Micar com participação e apoio do Projeto

No primeiro dia da 8ª MICAR – Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista, promovida pelo SOS Racismo, foi lançado o Caderno Micar 2021 – Contributos de textos e ensaios visuais para a 8ª edição. Realizada durante os dias 8, 9 e 10 de outubro de 2021, no Teatro Rivoli, a Micar proporcionou a exibição de filmes, exposições e debates. O projeto Cultures Past & Present, juntou-se às parcerias institucionais no apoio à organização do evento, que conta com apoio da Câmara Municipal do Porto e do Teatro Municipal Rivoli, onde se realizam as exibições.

No livro encontram-se artigos de Isabel Macedo, Rosa Cabecinhas, Alice Balbé, Filipa César, Gisela Casimiro, Luísa Semedo, Hugo Silveira Pereira, Mário Moura, Nuno Coelho e Emicida, ilustrações, ensaios visuais, além das sinopses e fichas técnicas dos filmes presentes nesta edição MICAR.

Prorrogado prazo de submissão de propostas para o VII Congresso Internacional sobre Culturas

Foi prorrogada a chamada de propostas para o VII Congresso Internacional sobre Culturas até o dia 10 de outubro de 2021. Os trabalhos podem ser submetidos na modalidade de Grupo de Trabalho ou na mobilidade Atividade Artísticas e Culturais.  Sob o tema “Reencantar as Culturas”, a sétima edição do Congresso acontecerá nos dias 24, 25 e 26 de novembro de 2021, através do portal <culturas.cc>, novamente online, devido às condições impostas pela pandemia de Covid-19.

O evento é promovido pela Rede Internacional de Estudos Sobre Culturas, integrando universidades de Brasil, Moçambique e Portugal, tendo como horizonte problematizar os inúmeros processos sociais, políticos, económicos, comunicacionais, tecnológicos e de saúde que repercutem na cultura e que por esta são agenciados. 

Mais informações:  https://culturas.cc/congresso2021/

Projeto apoia a 8ªMICAR – Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista

Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista é promovida pelo SOS Racismo, que organiza na cidade do Porto a única mostra de cinema do género em Portugal desde 2014. O evento conta com apoio da Câmara Municipal do Porto e Teatro Municipal Rivoli, onde são realizadas as exibições, e este ano, o projeto Cultures Past & Present junta-se às parcerias institucionais no apoio à organização do evento.

No programa do evento estão a exibição de obras cinematográficas que focam a temática do racismo, da imigração e das minorias étnicas e exposição de cartazes. Durante os três dias do evento também é possível acompanhar debates em várias sessões sobre o tema abordado com a participação de convidados.

A 8ª edição da MICAR será realizada de 8 a 10 de outubro de 2021, no Teatro Rivoli, Porto – Portugal. Todos os filmes e eventos têm entrada gratuita.

Mais informações aqui.

Chamada de trabalhos para o VII Congresso Internacional sobre Culturas

O Congresso Internacional sobre Culturas é promovido anualmente por uma Rede de Universidades dedicadas aos estudos das Culturas que promove debates, pesquisa e a promoção de atividades no âmbito da cultura. O sétimo encontro sob o tema “Reencantar as Culturas” será realizado em 24, 25 e 26 novembro de 2021, em ambiente online, tal como na edição passada, em função das restrições de deslocamento e protocolos de saúde pública devido à pandemia de Covid-19.

A chamada de trabalhos recebe resumos em Português, Espanhol, Inglês ou Francês em cinco Grupos temáticos (GT) e Atividades artísticas/culturais até dia 30 de setembro de 2021. O tema tem como objetivo problematizar os inúmeros processos sociais, políticos, econômicos, comunicacionais, tecnológicos e de saúde que repercutem na cultura e por esta são agenciados

A rede é composta por universidades do Brasil, Moçambique e Portugal, nomeadamente, a Universidade Federal da Bahia, a Universidade do Recôncavo da Bahia, a Universidade de Zambeze, a Universidade da Beira Interior e a Universidade do Minho, respectivamente.

Mais informação, aqui.

Sessão 7 – “As missões cristãs nas colónias portuguesas de África” – ciclo de debates “O Silêncio da Terra”

A sétima sessão do Ciclo de Conferências e Mesas Redondas “Interpelações a partir d’ O Silêncio da Terra. Visualidades (pós)coloniais intercetadas pelo arquivo Diamang” será realizada no dia 16 de julho, pelas 16h00, no Salão Nobre da Reitoria da UMinho.

Dedicada ao tema “As missões cristãs nas colónias portuguesas de África: submissão e resistência ao colonialismo durante o Estado Novo” esta sessão contará com a participação de Frei José Nunes e com a moderação de Moisés de Lemos Martins (CECS).

Frei José Nunes nasceu a 3 de setembro de 1956, em Lisboa, realizou o noviciado no Convento dominicano de Toulouse em 1976-77, e fez a primeira profissão na Ordem dos Pregadores, em 1977, tendo sido ordenado presbítero em 1984. Doutorou-se em Teologia Pastoral na Universidade Pontifícia de Salamanca e foi missionário em Angola durante nove anos. Em 1994, começou a lecionar na Faculdade de Teologia da Universidade Católica de Lisboa, integrando a direção desta mesma Faculdade desde 2002. Desde 1997 trabalha também como Vigário paroquial na Paróquia de S. Domingos de Benfica, em Lisboa, e desde esse ano é também sócio do prior provincial da Ordem dos Pregadores em Portugal.

O ciclo é organizado pelo Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT), pelo Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), pelo Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS. NOVA.UMinho), pelo Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA-UMinho) e pelo Projeto Cultures Past & Present. 

Sessão 6: Cruzamentos: Literatura, Coleção e Museus – Ciclo de Conferências e Mesas Redondas “…O Silêncio da Terra…”

A sexta sessão do Ciclo de Conferências e Mesas Redondas “Interpelações a partir d’ O Silêncio da Terra. Visualidades (pós)coloniais intercetadas pelo arquivo Diamang” será realizada no dia 25 de junho, às 15 horas. A sessão “Cruzamentos: Literatura, Coleção e Museus“ contará com a participação de Alda Costa (Universidade Eduardo Mondlane/CECS), Lurdes Macedo (Universidade Lusófona/CECS), ambas investigadoras do projeto Cultures Past&Present, Mateus Pereira (ICS-Universidade de Lisboa), Branca das Neves (escritora angolana), José Luís Mendonça (escritor e jornalista) e Roberto Vecchi (Universidade de Bolonha). Moderação de Luís Cunha (ICS-UM/CRIA) e João Sarmento (ICS-UM/CECS), também investigadores do Projeto.

A sexta sessão será em formato híbrido e terá lugar na Sala de Atos do ICS, na Universidade do Minho, no Zoom e no Facebook.

O ciclo é organizado pelo Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT), pelo Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), pelo Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS. NOVA.UMinho), pelo Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA-UMinho) e pelo Projeto Cultures Past & Present. 

Projeto CulturesPast&Present promoveu Encontro (Virtual) Seis Museus Africanos de Etnologia e Antropologia

Ao longo do dia 15 de junho foi realizado o I Encontro Virtual – Seis Museus Africanos de Etnologia e Antropologia reunindo museus de cinco países africanos lusófonos, nomeadamente, de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe. O Encontro visou promover o diálogo entre os diretores e técnicos dos museus e os investigadores do projeto Cultures Past&Present, contando ainda com a presença de convidados, conforme referiu o investigador João Sarmento, co-organizador da sessão com as investigadoras Alda Costa e Catarina Simão.

Moisés de Lemos Martins, Diretor do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) e Investigador Responsável pelo Projeto Cultures Past&Present, abriu os trabalhos com a apresentação sobre o Museu Virtual da Lusofonia que recentemente passou a ser Unidade Cultural Académica da Universidade do Minho, do qual é diretor.

O evento foi dividido em três sessões temáticas, primeira parte “A criação dos museus e sua evolução” com moderação de Luís Cunha (ICS-UM/CRIA), segunda com o tema “Desafios atuais” moderação de Alda Costa (UEM/CECS) e a terceira sobre “Projetos futuros” com moderação de Catarina Simão. Participaram do Museu Etnográfico da Praia, de Cabo Verde, Samira Silva e Eugénia Alves; do Museu Etnográfico Nacional da Guiné-Bissau, Albano Mendes; do Museu Nacional de Antropologia de Angola, Álvaro Jorge; Museu Regional da Huíla, de Angola, Soraia Santos; do Museu Nacional de São Tomé e Príncipe, Manuel Lizarda; e do Museu Nacional de Etnologia de Nampula, Moçambique, Adriano Tepulo, Adolfo Norte, Antonio Ntimbanga e Maria Pascoela Tavares.

A iniciativa do Cultures Past&Present contou com apoio do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, Universidade Eduardo Mondlane e suporte Aga Khan Development Network e Fundação para a Ciência e a Tecnologia, FCT.

Sessão 5 – “Unidade e Luta: O que foi, o que sobrou?” – Ciclo de Conferências e Mesas Redondas O Silêncio da Terra

A quinta sessão do Ciclo de Conferências e Mesas Redondas “Interpelações a partir d’ O Silêncio da Terra. Visualidades (pós)coloniais intercetadas pelo arquivo Diamang” será realizada na próxima sexta-feira, dia 18 de junho com o tema “Unidade e Luta: O que foi, o que sobrou?”, às 15h.

A sessão contará com a participação de Aurora Almada (IHC/FCSH), Fabrício Rocha (CES), Vasco Martins (CES), Catarina Simão (artista, investigadora independente e integrante da equipa do Cultures Past&Present), José Augusto Pereira (IHC/FCSH) e Raquel Ribeiro (Universidade de Edimburgo). A sessão será moderada por Bruno Madeira (CITCEM) e Rita Lucas Navarra (IHC/FCSH).

Os ciclos englobam 7 sessões, entre 14 de maio e 25 de junho, às sextas-feiras, às 15h – 18h, cada uma subordinada a uma problemática particular. Programa completo: http://www.lasics.uminho.pt/culturespastandpresent/?p=2031&lang=pt

As sessões têm formato híbrido presencial no Salão Nobre da Reitoria da Universidade do Minho e online no Zoom. Por motivos relacionados com a pandemia, a sessão 5 decorrerá apenas virtualmente pelo Zoom com transmissão pelo Facebook.

O ciclo é organizado pelo Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT), pelo Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), pelo Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS. NOVA.UMinho), pelo Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA-UMinho) e pelo Projeto Cultures Past & Present. 

Sessão 4 – Da interseccionalidade dos corpos segregados: raça e género – Ciclo de Conferências e Mesas Redondas O Silêncio da Terra.

Nesta sexta-feira, 4 de junho, será realizada a quarta sessão do Ciclo de Conferências e Mesas Redondas “Interpelações a partir d’ O Silêncio da Terra. Visualidades (pós)coloniais intercetadas pelo arquivo Diamang” . O tema “Da interseccionalidade dos corpos seggregados: raça e género”, às 15h, com participação de Filipa Vicente, Emiliano Dantas, Cristina Sá valentim, Ana Balona de Oliveira e Sheila Khan, moderação Fátima Moura Ferreira (Lab2PT) e Alexandra Esteves (Lab2PT). 

Relembrando que o ciclo engloba 7 sessões, entre 14 de maio e 25 de junho, às sextas-feiras, às 15h – 18h, cada uma subordinada a uma problemática particular. Programa completo: http://www.lasics.uminho.pt/culturespastandpresent/?p=2031&lang=pt

A quarta sessão terá lugar no Salão Nobre da Reitoria da Universidade do Minho, no Zoom e no YouTube.

O ciclo é organizado pelo Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT), pelo Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), pelo Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS. NOVA.UMinho), pelo Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA-UMinho) e pelo Projeto Cultures Past & Present.