Apresentação

Os média oferecem diariamente temas que fazem parte da conversação social. É, por isso, fundamental que se perceba de que forma dão conta dos acontecimentos e como se pode apreender a dinâmica em fluxo desses acontecimentos sem cair em fixações artificias. O projeto O fluxo, a morte e o acontecimento mediático elege como recorte um acontecimento limite, capaz de fazer ver as qualidades da construção mediática dos acontecimentos sociais, a sua disseminação e limites. Esse acontecimento é exatamente aquele que implica a interrupção de, pelo menos, uma parte do fluxo da corrente da vida: a morte.

Nessa perspetiva, é fundamental que se pergunte de que forma dão os média conta do acontecimento e, mais ainda, através de que modos se pode apreender a dinâmica em fluxo dos acontecimentos sem cair em fixações e enrijecimentos artificiais. Entrevê-se, portanto, na articulação entre acontecimento, média e fluxo quotidiano um potencial de investigação de caráter ao mesmo tempo teórico e metodológico, uma vez que exige que se reflita tanto sobre os conceitos e as relações que a configuram quanto sobre os modos, procedimentos e instrumentos para sua apreensão crítica e sistemática.

Diariamente identifica-se na cobertura jornalística relatos ou sinais da ocorrência de diversas mortes, resultantes de toda ordem de causalidades. Se as mortes são expostas continuamente, fazendo do jornalismo uma narrativa e um testemunho desse “morrer”, torna-se pertinente indagar se e que figurações invoca, que sensibilidades seriam essas que colocam o relato das mortes como elemento articulador para compreensão da dinâmica social e comunicacional contemporânea. Por outro lado, sendo a morte um elemento omnipresente em manifestações estéticas e expressões culturais diversas (do cinema à moda), também se torna adequado questionar que representações e elementos visuais concorrem para a sua quotidiana evocação.

O projeto O fluxo, a morte e o acontecimento mediático tem, portanto, uma meta principal, o de desenvolver ferramentas teórico-metodológicas que permitam a apreensão do acontecimento mediático no fluxo quotidiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>